Modal Curso Receber


Travessas de servir – Tudo que você precisa saber!

17/07/18

Se tem uma coisa que eu amo, são as minhas travessas de servir. Quem me acompanha aqui no blog ou lá no canal do Vida de Casada sabe o quanto eu gosto delas. E sabe também que, recentemente, eu soltei um vídeo falando um pouco mais sobre elas e sobre travessas de uma forma geral.

Como sei que vocês amam conteúdos relacionados a receber em casa, resolvi compartilhar as dicas e informações importantes que separei sobre travessas. Abaixo você vai poder conferir essas dicas e aprender como criar um acervo especial na sua casa. E também assistir ao vídeo, se quiser. Vamos conferir?

Travessas de servir: tudo que você precisa saber!

Quando pedi sugestões de temas para vídeos, algumas pessoas disseram que queriam que eu mostrasse o meu acervo de travessas. Por isso, resolvi não só mostrar o meu acervo, como também compartilhar dicas para todo mundo que tem dúvida na hora de servir os petiscos.

Meu acervo de travessas para servir

Eu organizo tudo em um mesmo armário que tenho na sala. Para facilitar, separo minhas travessas por tamanho. Deixo as maiores juntas, aquelas que uso para receber um número maior de convidados ou quando preciso de recipientes grandes.

Lá deixo também uma travessa que tenho com tampa, que adoro usar quando faço um prato com molho, strogonoff ou feijoada, por exemplo.

Outro modelo que gosto bastante é esse abaixo, que parece uma barca. Sempre mostro ele nos meus vlogs. Gosto porque, apesar de ser comprida, a travessa também é um pouco funda, então funciona muito bem para colocar pães.

Os modelos que parecem pratos compridos são outros que gosto bastante. São práticos e versáteis. Por isso mesmo gosto de ter vários tamanhos.

Já as pequenas, organizo em gavetas. Mais para baixo vou falar sobre os melhores tamanhos de travessas, mas gosto muito das pequenas para quando recebo menos pessoas. Às vezes uso também em recepções maiores, pois consigo colocar molhos ou outros petiscos pequenos nelas, por exemplo.

Tenho modelos normais, quadrados e básicos, que eu amo. São práticas e combinam com quase tudo!

Mas também tenho modelos especiais, como essas abaixo em formato de coração e em formato de folha. E tenho um modelo que são três potes grudadinhos que gosto apenas quando vou receber poucas pessoas. Acho bonitinho, mas não tão prático em recepções maiores.

E duas das minhas maiores travessas deixo separadas do resto. Uma delas, a que está na imagem abaixo, é maravilhosa! Infelizmente, acabo não usando muito porque nem sempre o desenho combina com a decoração de mesa. Além disso, quando coloco a comida os detalhes internos acabam não aparecendo.

Uma dica que gosto bastante é de colocar tapetes antiderrapantes nas gavetas onde guardo minhas travessas. Assim elas ficam guardadas com mais segurança.

Na terceira parte do armário deixo outras travessas de louça branca, um pote para colocar queijo ralado e algumas peças em vidro que amo. Tenho mais peças em louça branca porque ela é mais básica e prática: combina com tudo. Inclusive, se você estiver começando o seu acervo, recomendo que invista em peças brancas. Tenho certeza que vão te proporcionar variadas decorações!

Por fim, deixo também na terceira parte do armário alguns jogos de pratos que quem me acompanha por aqui ou no canal já conhece. Deixo eles junto das louças porque uso eles também para servir, não só como pratos. Por causa dessa dupla função, acabo deixando eles por lá.

Mas eu não guardo minhas travessas apenas no buffet da sala. Guardo algumas peças na minha cozinha – e inclusive você pode assistir ao tour completo que fiz dela aqui. Na cozinha deixo as peças que menos uso. Como não uso fruteira, boleira ou itens para sobremesa com muita frequência, deixo eles por lá.

Porém, assim como faço no armário, eu também setorizo e organizo elas por função. Assim fica muito mais fácil encontrar as peças quando preciso delas. É por lá também que deixo um conjunto de travessas de folhas que quem me acompanha conhece bem. Como elas são bem diferentes, deixo elas separadas na cozinha, mas juntas.

Ou seja: deixo as travessas mais práticas no buffet da sala todas reunidas. Assim, quando vou preparar uma recepção mais rápida, elas já estão todas ali com fácil acesso. E quando tenho mais tempo de pensar no que vou servir, como vou criar a mesa ou quando necessário, utilizo aquelas outras travessas que ficam na cozinha. Bem prático, não é?

Abaixo separei também 5 dicas especiais para você levar em consideração quando for montar e organizar o seu acervo de travessas de servir.

Dicas para organizar e compor seu acervo de travessas para servir

Dica #1: Selecione um espaço para tudo

A minha primeira dica é relacionada à organização das suas travessas! Se você quer organizar suas travessas e os recipientes que você usa para servir, tente selecionar um espaço para deixar tudo junto. Ainda que isso seja complicado.

E se você não tiver um mesmo armário onde possa colocar todas as suas travessas, tente colocá-las ao menos próximas umas das outras. Assim você consegue usar tudo o que você tem e fica muito mais prática a sua organização!

Eu organizo tudo em um armário comprido que tenho na sala. Para facilitar, separo minhas travessas por tamanho. Deixo as maiores juntas em um lado do armário e em outro espaço do mesmo armário coloco as pequenas também juntas.

Dica #2: Use suas peças das mais diversas formas

Gosto muito de tábuas! Quem lembra da noite de frios que fiz aqui na casa nova? Tenho modelos de bambu, madeira e até mesmo vidro. Acho que elas ficam muito legais na hora de montar a mesa posta. E elas servem perfeitamente para ilustrar a minha segunda dica: gosto de usar minhas tábuas para compor a mesa, ainda que não seja na função original delas.

Às vezes você compra um recipiente que é denominado como uma sopeira, por exemplo, e acaba não utilizando ele para outras comidas. Mas uma mesma peça pode ter várias utilidades diferentes. É o caso da tábua: apesar de ser feita para cortar, ela fica muito bacana na mesa posta para servir frios, por exemplo.

Mas um detalhe: nesse caso, precisei escolher uma nova funcionalidade para a tábua. Já que uso ela para servir, não posso usar para cortar por motivos óbvios: para não danificar a peça. Afinal, ela vai estar em destaque nas minhas recepções.

Outro exemplo é uma saladeira que tenho aqui em casa, que uso muito mais para servir pães! É sempre muito legal tentarmos usar nossas travessas e recipientes das mais variadas formas. Assim, damos novas utilidades para objetos que talvez acabássemos nem usando tanto.

Dica #3: Número de pessoas = Tamanho das travessas 

É muito importante você avaliar o número de pessoas que você costuma receber em casa na hora de criar o seu acervo de travessas. Se você quer receber menos pessoas, não adianta ter travessas enormes. O ideal é montar um acervo com peças menores, que vão ser mais utilizadas por você.

Agora, se você quer receber muitas pessoas e costuma fazer recepções maiores, o ideal é também investir em peças maiores.

Dica #4: Guarde suas travessas em um local de fácil acesso

Um conselho muito importante que dou para quem quer começar a montar o acervo de travessas em casa é colocá-las em um local de fácil acesso. Um local que esteja tranquilamente ao seu alcance. Se ficar em um local muito difícil, você vai acabar não utilizando suas peças com a frequência que você gostaria.

Eu, por exemplo, guardo as travessas  que mais uso em um buffet na sala, e as que uso menos na cozinha. Fácil de organizar, de guardar e de manter.

E esse é um conselho, inclusive, para você organizar outras coisas da sua casa: tudo aquilo que você quer usar com frequência, evite guardar muito no alto ou no fundo de um armário, por exemplo. A facilidade na hora de encontrar e pegar o objeto é muito importante.

Dica #5: Use pratos diferentes para servir

Como falei lá em cima enquanto apresentava o meu acervo, uma boa dica é usar pratos diferentes para compor sua decoração de mesa e servir. Por exemplo, pratos quadrados ficam muito interessantes quando usados para servir. Assim como os pratos transparentes com detalhes, como aqueles com bolinhas que mostrei lá em cima, e os bowls do mesmo modelo.

Espero que você tenha gostado de acompanhar meu acervo de travessas e também conferir as dicas que separei! Quem me acompanha sabe que meu acervo é um pouco maior do que o comum, afinal eu trabalho com isso. Não se preocupe tanto em criar um acervo do mesmo tamanho do meu, e sim de criar um que se encaixe com você.

Leve em consideração quantas pessoas você recebe, com que frequência você recebe, quais peças podem se tornar coringas e serem usadas de diferentes formas, etc. Mas sempre pensando naquilo que melhor combina com a sua realidade e rotina de anfitriã.

Se quiser conferir mais detalhes sobre o meu acervo de receber em casa, também compartilhei um tour pela minha cristaleira e expliquei como organizo meus jogos americanos e guardanapos de tecido.

E se quiser conferir o vídeo onde compartilho o meu acervo de travessas para servir, também separei ele abaixo:

Não deixe de me contar nos comentários o que achou das dicas e do conteúdo! Eu vou adorar ouvir a sua opinião! E se quiser, compartilhei comigo também um pouco da sua experiência aí na sua casa!

Beijos e até a próxima!

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Um comentário

  1. Márcia Elaine disse:

    Amei o vídeo. Muito didático.