Dicas para financiar e comprar um imóvel

16/07/14

Quando decidimos dar o próximo passo na relação a vida dois, logo começamos a projetar o sonho do novo lar. Afinal, como dizia minha avó: “quem casa, quer casa”. Esse é o momento ideal para planejar e fazer o sonho virar realidade.

Recentemente fui apresentada a querida Roseane Santos. Ela trabalha no portal imobiliário Agente Imóvel, e não deu outra, acabamos falando muito sobre casamento, decoração e sobre compra e venda de imóveis. Ela é expert no assunto e me deu várias dicas legais sobre essa fase que normalmente todo mundo tem várias dúvidas. Pensando nisso, decidi compartilhar com vocês algumas dicas de como financiar um imóvel.

Dicas para financiar e comprar um imóvel

1)   FAÇA CONTAS:  antes de começar a procurar pelo seu lar doce lar algumas contas são necessárias. É preciso conhecer o valor do imóvel e parcelas compatíveis com seu bolso. Depois, será necessário saber o quanto você poderá dar de entrada pelo financiamento. Para chegar a um valor que cabe perfeitamente no seu bolso, lembre-se de não comprometer mais do que 30% da sua renda familiar.

Dica 8

2) ESCOLHA UM IMÓVEL COM SEGURANÇA:  a segurança de um bom negócio começa com a escolha da construtora ou imobiliária. As opções são muitas. Você pode comprar um imóvel na planta, em construção, pronto para morar ou usado. A internet pode te dar uma mão nessa etapa. Existem sites confiáveis com várias ofertas de imóveis de diferentes tipos. O site da Roseane é ótimo para navegar e procurar apartamentos em São Paulo, e também muitas outras cidades no pais. Escolha o local que quer morar e navegue por algumas ofertas até achar a ideal. Se optar por um imóvel novo, consulte o histórico de reclamações da construtora junto ao Procon da sua cidade, peça o cronograma de obras e visite a construção. Se optar por comprar um imóvel usado, verifique junto à prefeitura municipal ou Secretaria de Habilitação local se todos os documentos e dividas do estão em quitados.

Dica 2

3)  FINANCIAMENTO: Os financiamentos para comprar casa ou apartamento novo ou usado podem ser realizados através de programas do governo, como o “Minha Casa, Minha Vida”, com a utilização de recursos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) ou do Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo (SBPE). Antes de assumir um financiamento converse com gerentes de vários bancos e faça simulações até encontrar a melhor taxa de juros e parcelas. Esse serviço é gratuito.

Dica 3

4) Minha Casa, Minha Vida: basicamente o programa está formatado para atender dois públicos: famílias com renda de até R$ 1.600,00 e famílias com renda de R$ 1.600,00 a R$ 5.000,00. Para cada um desses públicos há condições diferenciadas na forma de adquirir e financiar a casa ou apartamento.

5) REGRAS PARA O USO DO FGTS: O FGTS é uma modalidade de financiamento exclusiva da Caixa Econômica Federal (CEF), e só pode ser usado na compra de moradia na cidade ou região metropolitana onde o comprador já resida ou exerça a principal atividade profissional. Não é permitido ter outro financiamento imobiliário pelo SFH (Sistema Financeiro de Habitação) no país, nem ser proprietário de imóvel na mesma cidade ou região metropolitana. O comprador precisa estar há mais de três anos, consecutivos ou não, sob o regime do FGTS e o imóvel não pode ter sido objeto de aquisição com o fundo há menos de três anos. Você pode acompanhar o saldo do seu FGTS pela internet, celular, em umas das agências bancárias ou receber em casa o extrato dos lançamentos realizados.

Dica 8

6) FINANCIAMENTO PELO SBPE: No SBPE (Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo), não há limite de renda. Além disso, quando o valor do imóvel financiado está nos limites do SFH, as taxas de juros não podem ser superiores a 12% ao ano. Quando o financiamento é realizado pelo SBPE, mas fora dos limites do SFH, essas taxas de juros podem ser maiores que 12%.

7) DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA FINANCIAMENTO:  Nesse momento, será necessário entregar originais e cópias do RG e CPF do casal, comprovantes de estado civil e de renda. Além disso, também é feita a verificação de nome no Serasa ou no SPC (Serviço de Proteção ao Crédito). Não havendo problemas, é aprovada a liberação de crédito.

Dica 7

8)   ASSINATURA DO CONTRATO: O banco por meio de uma empresa, engenheiro ou arquiteto, realiza uma avaliação do imóvel a ser financiado para confirmar seu valor. A partir daí, o banco libera o contrato para o comprador e vendedor assinarem. O contrato deve ser registrado em cartório e levado à agência bancária. Depois disso, o crédito é liberado e pago ao vendedor. Com isso, o comprador começa a pagar as prestações mensais para quitar sua divida com o banco.

O ideal é assumir crédito sempre de forma consciente e dentro da sua capacidade orçamentária. Boa procura!

 Key2

Espero que vocês tenham gostado desse post e que ele possa tirar todas as dúvidas quanto ao financiamento e planejamento da casa própria. Agradeço também Rosane (Agente Imóvel) pela ajuda e colaboração.

 Logo Agente ImovelJPEG


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

6 Comentários

  1. Barbara disse:

    Amooo seu blog demais! Não vejo a hora de comprar o meu apê!!! Sua varanda é maravilhosaaaaa! O prédio todo é igual o teto? Sabe que nunca tinha visto varanda fechadinha assim! Muito legal! Minha casa é alugada, então fico enrolando e nada sai legal, nem tem muita decoração, fico pensando quando for meu mesmo! :)
    Você não pensa em fazer vídeos pro youtube? Amo suas dicas! Beijinhos

    1. Vida de Casada disse:

      Barbara, tudo bem?!
      Que bom que você gostou da varanda! Então eu rebaxei o teto com gesso, quando o apto foi entregue ele não tinha e eu optei por colocar!!
      Realmente as vezes fica complicado quando o imóvel não é nosso, não é mesmo?! :/
      Fiquei muito feliz com a sua pergunta em relação ao youtube, porque na semana que vem lanço o canal e confesso que estou apreensiva para saber o que todos vão achar!! Se você quiser já pode até se inscrever, rs! http://www.youtube.com/vidadecasada
      novidade em primeira mão em?!
      Obrigada pelo carinho!
      Beijo grande,
      Ju

  2. Luciana Graciano disse:

    Ju, gostei bastante do post, mas continuo curiosa para saber como foi a escolha do seu apto. O que pesou: localização, preço, tamanho, divisão dos cômodos? Abs

    1. Vida de Casada disse:

      Luciana, tudo bem?!
      Então… um dos fatores que me influenciaram foi o tamanho e localização. Meu apto tem 100m2 e é bem perto do local que trabalho.
      Acho ótimo!
      Mas cada um tem um fator de influencia, não é mesmo?! Isso acaba sendo variado de pessoa para pessoa… 😉
      Beijo grande,
      Ju

  3. Barbara disse:

    Oii, obrigada pela resposta!! Fui me inscrever no seu canal, e adivinha ….. Já era inscrita kkkkkk! A um tempo atrás tinha assistido uma entrevista sua e amado! Certeza absoluta que vai ser um arraso, assim como seu blog! Beijinhos e sucessooo pro canal! :)

    1. Vida de Casada disse:

      Barbara, tudo bem?!
      Ahh que bom que você já estava inscrita! :)
      O primeiro vídeo vai ao ar na quinta, quero muito saber o que você achou!
      Beijo grande,
      Ju