Vida de Casada Entrevista: Myriam Kalvan (Casando com Amor & Casando em BH)

20/02/14

Hoje a entrevistada é uma pessoa muito especial, a Myriam Kalvan, que junto com a sua sócia Bel Ornelas comandam os Blogs Casando com Amor e Casando em BH.

Eu sou suspeita para falar das meninas, muito antes de pensar em ter um blog para chamar de meu, eu já acompanhava as publicações diárias e esclarecia todas as minhas dúvidas sobre casamento nos blogs delas.

Tenho certeza que vocês, assim como eu, vão gostar muito da entrevista e pegar várias dicas de quem é referência e entende tudo do assunto CASAMENTO.

myriam

1. Myriam, como surgiu o blog casando em BH, o casando com amor e a parceria com a Bel?

O blog nasceu da nossa própria experiência de preparação dos nossos casamentos. Em 2009 (nós nem nos conhecíamos) cada uma de nós tinha um blog onde compartilhávamos preparativos, dicas, inspirações, fornecedores, enfim, uma gama de ideias onde outras noivas acabaram se identificando conosco e encontrando espaço para também conversarem sobre seus preparativos (afinal, dizem que só uma noiva aguenta conversa de outra noiva, risos). Naquela época, ainda não havia esse “bum” dos blogs de casamento. Com isso, após os nossos casamentos, em 2010 (quando então já nos conhecíamos virtualmente), decidimos que, ou acabávamos com os blogs (pois já tínhamos nos casado), ou tornávamos aquilo algo profissional, para que pudéssemos nos dedicar com mais empenho, já que gostávamos tanto. Escolhemos a segunda opção, e aí decidimos nos juntar. Foi então que nos conhecemos pessoalmente, nos tornamos sócias e lançamos o blog de forma profissional no início de 2011 – reunimos os dois em um só, num dos endereços que já existia e que já era bem conhecido há dois anos entre as noivas da capital, com um nome bem posicionado, o Casando em BH. Em 2012, decidimos ampliar nosso público para além das fronteiras de Minas Gerais, e pensando que já tínhamos material suficiente para criar um blog que alcançasse pessoas de várias regiões, criamos então o Casando com Amor.

DSC02090

2. Teve algo referente à organização do seu casamento, que hoje devido a sua experiência com o Blog, você mudaria?!

O essencial eu não mudaria, que foi uma celebração pequena, íntima e simples, só para amigos próximos e familiares. Mas alguns detalhes eu gostaria de ter tido mais tempo para cuidar e pesquisar melhor, porém na época, as informações pela internet não eram tão bem disseminadas como hoje, e como era praticamente o único meio de organização que eu tinha (eu morava em Campinas com meu então noivo), tive que me virar. Mas como eu sempre digo, detalhes são detalhes. O essencial fica pra vida inteira.

casamentomyriam12

3. Qual o ponto que você julga como chave para o sucesso da organização de um casamento?

Acho que acabei tangenciando um pouco sobre isso na questão anterior: acho que a chave pro sucesso da organização de um casamento é que os noivos foquem naquilo que é essencial. Essência, para a filosofia, é aquilo que faz “o ser ser o que é”. Então, acho que é importante que os noivos se perguntem: o que é que faz o relacionamento ser o que ele é hoje, ser tão especial a ponto de querer casar? Ou seja: qual o motivo de estarmos indo juntos ao altar? Acho que é importante que os noivos foquem juntos no ponto essencial do relacionamento, que os mantém unidos. Isso os ajudará a superarem adversidades que surgirão ao longo dos preparativos, e tenham certeza, elas vão surgir.

IG

4. Hoje, as festas de casamento estão cada vez mais caras. O que você sugere para quem tem um orçamento restrito, porém não abre mão de uma festa?

Acho que, quando temos orçamentos restritos, uma das primeiras coisas que temos que saber lidar é com a frustração. Os noivos se depararão com uma infinidade de fornecedores e de ideias, e o que não falta hoje é uma quantidade imensa de informação pela internet. Em muitos momentos essas informações ajudam, mas em muitos momentos elas podem deixar a noiva e o noivo ainda mais confusos. Por isso, é preciso serem muito cautelosos e focados naquilo que realmente QUEREM fazer, NECESSITAM fazer e PODEM fazer.Uma outra dica é definir sempre o estilo da festa e a lista de convidados. É preciso estabelecer quais são as expectativas dos noivos, pois uma festa de arromba possivelmente gerará mais gastos do que um receptivo bolo com champanhe, por exemplo, que pode satisfazer o desejo de confraternizar e economizar. E, claro: considere sempre investir em um cerimonial. Nesse caso, o gasto pode ser um investimento. Você pode fazer sérias economias. Mas, como sempre, pesquise um cerimonial sério e de confiança que você tenha certeza que te ajudará na sua tarefa árdua de realizar um casamento econômico e dentro do seu orçamento.

miniweddingVerdequetequeroverde

5. A lista de convidados é sempre algo que gera muita polêmica. Qual é a dica que você daria para os noivos elaborarem a lista?

Eu acho que um dos maiores desafios na hora de elaborar a lista de casamento é saber gerir os diversos laços familiares e sociais que a envolvem. Os pais e sogros aparecerão com vários convidados que os noivos não esperavam e nem conhecem, os primos vão querer levar os namorados que os noivos nunca ouviram falar, a amiga pede um convite para o ficante, a conhecida do trabalho fica com ciúme porque não foi convidada e se auto-convida… Enfim, coisas que acontecem com todos os noivos! E nessa hora, a melhor coisa a se fazer é manterem a calma e serem muito compreensíveis! Isso não significa que precisam ceder – só significa que os noivos não precisam ser mal educados com ninguém! Tem gente que confunde assertividade com grosseria. Os noivos precisam, sim, ser assertivos na maioria dessas situações, e se posicionarem para as pessoas (claro, se isso for da vontade dos noivos, pois pra muitos deles algumas dessas situações não são nenhum problema), mas é totalmente possível serem assertivos e serem extremamente agradáveis, gentis e delicados com as pessoas com quem eles estão conversando. Não é porque são noivo e noiva que têm o direito de saírem dando patadas em todas as pessoas que geram situações que não esperavam seu casamento, certo? (Eu até já discorri mais profundamente um pouco sobre esse assunto em um post, e acho que quem tiver interesse, vale a pena ler: http://casandocomamor.com.br/a-lista-de-convidados/)

write

6. Um dos modelos de casamento que mais cresce é sem duvida os Destinations Wedding (casamento realizado em outra cidade dos noivos, que não a dos noivos). Qual a dica que você daria para os noivos que procuram esse modelo de casamento?

Eu amo destination weddings! E eu acho ESSENCIAL que se tenha uma assessoria de confiança e com experiência para a realização de um casamento desse estilo. Para noivos que vão contratar assessorias na cidade onde moram mesmo, procurem saber se o profissional tem experiência em destination weddings, principalmente se já realizou algum no local onde você quer se casar – e do mesmo porte que o seu casamento. Para os noivos que preferem contratar assessorias do local do destination weddingg, existem alguns cidades no Brasil que, por receberem muitos destinations, já têm várias agências especializadas, com todos os parceiros necessários para a realização do seu evento! Última dica: procure sempre saber se o destino escolhido para o seu Destination Wedding tem infra-estrutura adequada para receber um evento e seus convidados!

DW2DW

7. Para finalizar,  qual é o principal conselho que você gosta de dar para as noivinhas que encontra?

Eu vou pegar aqui um trecho de um artigo que escrevi, baseada numa reflexão que ouvi certa vez da consultora de casamento Vera Simão.

A gente sempre fala muito de casamento como “O GRANDE SONHO” que se realiza ou se vai realizar, principalmente para as noivas.Talvez o próprio fato de algumas noivas tratarem o casamento como o “grande sonho de sua vida” causem sobre este momento (e eu digo daquele momento da celebração mesmo, não do relacionamento que vai ser construído depois) uma série de expectativas, que vai se tornando então uma neurose. Algumas vezes, quase uma competição pra ver quem vai realizar o casamento mais luxuoso, com mais lembrancinhas, com os melhores fornecedores do mercado (ou os mais caros), com mais fotos publicadas em tempo real nas redes sociais – ou depois, nos blogs de casamento… Em primeiro lugar, temo que, com isso, vá-se perdendo o principal sentido daquele momento da celebração do casamento, que é comemorar um momento feliz de união do casal, de comemorar o amor do casal e partilhá-lo com a família, com os amigos. Em segundo lugar, depois que a festa passa, é muito fácil restar o sentimento  de frustração: afinal, a noiva se sentiu uma “princesa paparicada” por todos os profissionais do ramo por quase um ano (ou até mais), sendo o centro das atenções, e descobrindo até aquele “gosto” de “preparar uma grande festa” (talvez mais mesmo do que se preparar para viver uma vida a dois).Por isso, eu prefiro pensar que o casamento pode ser, sim, um grande sonho! Mas podem existir outros “grandes sonhos” também… Vamos evitar nos frustrar tanto com algumas horas de duração de (festa de) casamento. Afinal, são muitos momentos que serão vividos nessa vida! Poxa, a formatura também provavelmente foi um grande momento pra muitas pessoas. O nascimento dos filhos será mais um grande e emocionante momento para outras. Quem sabe uma pós graduação, aquela viagem internacional tão sonhada, aquele apartamento que vocês sonharam a vida inteira, e de repente até mesmo a esperada aposentadoria pode ser aquele grande momento sonhado… E depois vem novamente a formatura dos filhos, o casamentos dos filhos, e por aí vai… Tudo pode (e deveria!) ser comemorado! Celebrado! Então, vivam, sim o momento do casamento, – se vocês sonharam com ele, que ótimo, realizem-no! -, com muita plenitude e com tudo de melhor que vocês puderem dar de si mesmos (como tudo que a gente puder fazer nessa vida), mas com a devida sobriedade. Sonhem, sonhem, sonhem muito! Mas lembrem-se: não depositem seus sonhos em UM SÓ momento da vida! É muito peso pra um dia só… e que graça tem se o sonho já foi realizado? É muito melhor sonhar e realizar a vida inteira! E nunca parar de ter grandes sonhos!

 casamento

Pessoal, espero que vocês tenham gostado de saber um pouco mais sobre a Myriam e que tenham aproveitado para pegar várias dicas com essa expert no tema casamento!

Observação - Todas as Fotos desse post foram retiradas do Blog Casando em BH  e são dos fotógrafos: Helena Leão, Oswaldo Marra, Jane Magalhães, Lau de Castro e Hugo Ruax, as fotos do casamento da Myriam foram clicadas por Jivago Sales

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

8 Comentários

  1. Lorena disse:

    Oi Ju, Nossa agora mesmo eu estava pensando em mandar uma pergunta sobre este assunto, mas estava super fora do contexto atual. Que ótimo essa entrevista.
    Mas minha dúvida é a seguinte: “ESCOLHER FOTOS PARA O ALBÚM DE CASAMENTO” rs.
    Isto está me deixando louca.rs
    Podia nos dá algumas dicas.

    1. Vida de Casada disse:

      Lorena, tudo bem?!
      Nossa só eu sei o que passei para conseguir fechar o meu álbum de casamento, vou pegar algumas dicas e montar um post!
      Adorei a ideia do tema!

      Beijo grande
      JU

  2. Lorena disse:

    Que ótimo. Vou aguardar ansiosamente..rss
    Abril já faço um ano de casamento. Que vergonha . hihihihihih

    1. Vida de Casada disse:

      Eu também ainda não estou com o meu, rs!
      Acho que isso acontece com todas! 😀
      Beijo grande,
      JU

  3. Myriam disse:

    Obrigada pelo carinho, Ju! Beijo grande!

    1. Vida de Casada disse:

      Myriam, tudo bem?! Que bom te receber por aqui!
      Eu que agradeço pelo carinho e força de sempre!
      Beijo grande
      JU

  4. Renata disse:

    Qual é a igreja da quarta foto? Maravilhosa!

    1. Vida de Casada disse:

      Renata, tudo bem?!
      Então, infelizmente não sei… vamos ter que olhar no Casando em BH: http://www.casandoembh.com.br
      Beijo grande,
      Ju